quinta-feira, 14 de maio de 2015

CONHECENDO A CHAPADA DIAMANTINA

O maior acervo da América do Sul, ou seja, a maior concentração de cavernas está sob o território de Iraquara.

 A gruta da pratinha, da Lapa Doce, da Torrinha, de Mané Ioiô e da Fumaça são as principais atrações do município que possui um subsolo com grande teor de calcário. Na língua tupi, Iraquara é um vocábulo indígna que significa gruta do mel. Do tupi: YRA: Abelha/mel e quara: Toca/gruta. Quem visita Iraquara também precisa conhecer as localidades históricas de Água de Rega - por onde passou a Coluna Prestes; Iraporanga com seus casarões históricos e as águas cristalinas do Riacho do Mel, são vilas tombadas pelo patrimônio histórico do Brasil. Vale lembrar que essas comunidades foram habitadas por garimpeiros que deixaram um legado de belas e importantes construções coloniais do período do garimpo. A riqueza do folclore, representado pelos Ternos de Reis e Reisados, completa o patrimônio cultural ao lado das festas populares que acontecem o ano inteiro com destaque para o São João antecipado, as festas de padroeiros, o Carnamel – Carnaval do Riacho do Mel e uma vez por ano, acontece o dia do Evangélico – seguimento social que tem crescido nesta cidade.
 Parte do território de Iraquara está protegida na APA Marimbus-Iraquara com 125,4 mil ha numa região limítrofe ao Parque Nacional da Chapada Diamantina. É caracterizada pelo grande número de cavernas calcárias e pela formação lacustre conhecida como Marimbus.
 A Lapa do Sol, a Lapa do Caboclo e o Abrigo Santa Marta são sítios arqueológicos que se destacam pela ocorrência de inscrições rupestres atestando a presença humana na pré-história brasileira.
 Aí são avistadas espécies da fauna ameaçadas de extinção como a onça suçuarana, o macaco barbado e o beija-flor de gravatinha-vermelha.
O roteiro das grutas é o mais frequentado. De fácil acesso, o Hotel Fazenda Pratinha e a Lapa Doce dispõem de infraestrutura de apoio. Sendo a Fazenda Pratinha (foto), o maior atrativo do turismo ecológico da Chapada Diamantina da Bahia.
A visitação turística só é permitida em grupos de no máximo 12 pessoas, acompanhadas por guia local, em intervalos de 20 minutos. As opções na Fazenda Pratinha vão desde o banho nas águas azuis do Rio Pratinha, ricas em calcário e magnésio; a flutuação acompanhada de guia local até 200m do interior da caverna alagada; mergulho livre com snorkel e máscara (foto) fora da caverna para observação da fauna; tirolesa e passeio a cavalo. 
 O espeleomergulho para quem é Full Cave é uma atração imperdível no interior da caverna interligada à Gruta Azul por um canal subaquático de 330 m. Telefone da Fazenda Pratinha:(75) 9930-6487
Espeleomergulho, para quem é    Full Cave é   uma   atração imperdível no  interior da caverna interligada  à  Gruta  Azul  por  um canal  subaquático de 330  metros de extensão. 
O Espeleomergulho é apropriado para cavernas subaquáticas.

CURIOSIDADE!
A categoria que mergulha em caverna subaquática, denomina-se, FULL CAVE.

Infelizmente a Fazenda Pratinha ainda não conseguiu sua licença junto ao ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Biodiversidades) para prática dessa modalidade de mergulho. "Acreditamos que, em breve estaremos habilitados para tal modalidade. Haja vista que nossos monitores/instrutores já foram capacitados”. Declarou Raimundo Solon - Proprietário da Fazenda Pratinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário